Manifesto para
o Futuro da Cozinha Portuguesa

Apresentado no III Simpósio Sangue na Guelra
Cozinha Portuguesa. E agora?,
em Maio de 2017

  1. Temos orgulho no nosso país, na nossa tradição gastronómica e reconhecemos a riqueza da identidade da cozinha portuguesa!
  2. A nossa identidade gastronómica é a nossa origem,o que nos funda como cozinheiros(as) – é o reflexo do nosso território mas também dos povos e culturas que a influenciam desde séculos aos dias de hoje, contribuindo para a sua riqueza e diversidade.
  3. Promovemos a liberdade para criar e para explorar novos caminhos, novos pratos, novos sabores.
  4. Defendemos que o acto de cozinhar não se esgota na procura do bom sabor. A cozinha é cerebral, interventiva, criativa, subversiva.
  5. A criatividade não pode ser um fim em si mesma; deve ser consciente e informada e exprimir um contributo novo para a nossa cozinha.
  6. Usamos a técnica para potenciar a linguagem individual de cada um de nós enquanto cozinheiro(a), no respeito por uma filosofia alimentar sustentável e de valorização da identidade gastronómica nacional.
  7. Respeitamos a sazonalidade dos produtos e os ciclos biodinâmicos da Natureza.
  8. Incentivamos o consumo responsável e sustentável dos produtos e das espécies animais, da terra e do mar.
  9. Reclamamos o direito de todas as crianças conhecerem a identidade da nossa cozinha, aprenderem a cozinhar comida saborosa, saudável e de qualidade: tão importante como aprender a ler e a escrever!
  10. Reconhecemos o valor dos pequenos produtores, os produtos autóctones e produzidos localmente, fomentando a sustentabilidade dos modos de produção e procurando recuperar produtos esquecidos e diferenciadores do nosso território.
  11. Desafiamos todos os cozinheiros, consumidores, produtores, fornecedores, empresários do sector, jornalistas, investigadores, críticos, artistas, pensadores, a assumirem-se como agentes de mudança e de promoção da cozinha portuguesa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *